38- A última conversa

-Alô.
-Quem é?
-Não lembra de mim?
-Não.
-Sou eu.
-... ah...
-Como você está?
-Bem e você?
-Não sei.
-Porque?
-Estou indo pra aí.
-Vem morar?
-Não... vou te buscar.
-Agora? Depois de 5 anos te esperando?
-Me desculpa.
-Como vou te desculpar? Eu te esperei todo esse tempo.
-Mas eu estou indo agora.
-Agora? Não gosto mais de você.
-Amor...
-Nada de amor. Você acabou comigo.
-Por favor, me dá uma chance.
-Não posso, vou me casar.
-Com quem? Você SABE QUE NÃO AMA ELE.
-Sei. Mas eu faço ele feliz.
-Não adianta, nada que você fizer vai me esquecer.
-Eu sei. Mas estou tentando.
-Não tente, me tirar do seu coração vai ser impossível.
-Tudo é possível.
-Amor. Não faça isso comigo.
-Não dá mais.
-E a promessa?
-Eu prometi que nunca mais ia te abandonar.
-Então?
-Eu a quebro. É impossível.
-Não é.
-E VOCÊ QUER QUE EU FAÇA O QUÊ? ESPERE POR VOCÊ MAIS CINCO ANOS? VOCÊ NÃO SE TOCA QUE EU SOFRI SEM VOCÊ? VOCÊ NÃO SE TOCA QUE TENHO MEDO DE TE MACHUCAR? VOCÊ NÃO SE TOCA QUE TENHO MEDO DE FAZER VOCÊ SOFRER DE AMOR POR MIM? NÃO SE TOCA? EU TE AMO. ENTENDE ISSO, MAS NÃO QUERO VER VOCÊ SOFRENDO. NÃO QUERO MAIS VER SEU ROSTO.
-Só preciso de uma chance.
-Nenhuma. Desculpe...

Então o telefone bateu no gancho, e ela foi se deitar em sua cama, sabendo em fim que essa era a última conversa entre eles.
Como ele iria ver ela? Sem cabelo?
O médico disse que o câncer avançou rapidamente em seu corpo.
Enfim, ela chorou e chorou, ela o amava mais que tudo nessa vida, e teve certeza que os momentos mais felizes de sua vida foram com ele.
Ela pensou, e realizou.
Cinco anos para ouvir apenas a sua voz foi a melhor espera que ela ja fez.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário

Meus Seguidores: