9- Nunca Soltar.

    A realidade havia substituído o sonho quando beijei você pela primeira vez, meu corpo estremeceu enquanto você passava suas mãos pela minha costa, tirava minhas roupas, um choque tremendo percorrendo as espinhas da minha costela, fazendo eu me arrepiar, tipo quando me derrubou no chão e na hora em que prensou seu corpo ao meu, fazendo minha cabeça girar e dar pulos de alegrias escondidos de tí.
    Sua face na minha boca desejando nunca mais me separar de tí naquele instante, o calor de seu corpo aquecendo cada célula do meu, seus lábios fazendo um pecursso inesquecível pela minha nuca, seu cheiro delicioso que estava afetando meu sistema nervoso e me deixando louco, tremendamente louco, fazendo eu me agarrar a tí na esperança de nunca mais poder soltar.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário

Meus Seguidores: